22.1.16

Democracia e Capitalismo / Democracy and Capitalism

Para haver democracia, evidentemente, é necessário haver o DIREITO DE ESCOLHA. Num País governado pelo socialismo estatal NÃO É POSSÍVEL haver democracia, pois quando o governo se intromete demais na vida das pessoas acaba tirando delas o direito de escolha. Numa democracia de verdade o governo atua para defender a Justiça; por exemplo, desenvolvendo leis anti-trust para que haja concorrência entre os serviços, possibilitando ao povo opções de comércio. Numa democracia o Governo busca garantir uma boa polícia nas ruas para proteger a população, etc.

J. Edgar Hoover, o diretor da FBI, especialista em comunismo, descreve como os comunistas veem a democracia:

DEMOCRACIA:
Ao discutir o conceito comunista da democracia, deve ser feita uma distinção entre o que o Partido chama de democracia burguesa e democracia proletária. Os comunistas afirmam que a democracia "burguesa" ou "capitalista" (como há nos Estados Unidos) é limitada, repressiva, e favorece a minoria; "... Na sociedade capitalista, temos uma democracia que é reduzida, miserável, falsa; uma democracia apenas para os ricos, para a minoria." (Lenin) Após a tomada do poder pelos comunistas, em seguida, vai ser inaugurada, dizem eles, a democracia "proletária" (como há na Hungria e na Rússia), que será "... um milhão de vezes mais democrática que qualquer democracia burguesa." Aqui, a ditadura do proletariado estará no poder, esmagando totalmente qualquer oposição capitalista. Eventualmente, no entanto, esta democracia "proletária" será suplantada pelo comunismo completo, que, entre outras coisas, será apátrida. Basicamente os comunistas abominam a democracia tal como é praticada nos Estados Unidos, acreditando, como eles fazem, na ditadura, na força e na violência, e na autoridade suprema do Partido. No entanto, o Partido procura utilizar a democracia "capitalista" e seus direitos (de que falsamente afirma ser um protetor), a fim de promover a sua própria causa.


Observe que os comunistas têm como plano colocar no implantar no poder uma ditadura do proletariado. Obviamente, numa ditadura, NÃO É POSSÍVEL haver democracia, é um paradoxo!

English:

DEMOCRACY:
In discussing the communist concept of democracy, distinction must be made between what the Party calls bourgeois democracy and proletarian democracy. The communists claim that "bourgeois" or "capitalist" democracy (as in the United States) is limited, repressive, and favors the minority; ". . . in capitalist society we have a democracy that is curtailed, wretched, false; a democracy only for the rich, for the minority." (Lenin) After seizure of power the communists then will inaugurate, they say, "proletarian" democracy (as in Hungary and Russia), which will be "... a million times more democratic than any bourgeois democracy." Here the dictatorship of the proletariat will be in power, utterly crushing any capitalist opposition. Eventually, however, this "proletarian" democracy will be supplanted by full communism, which, among other things, will be stateless. Basically the communists abhor democracy as practiced in the United States, believing, as they do, in dictatorship, force and violence, and the supreme authority of the Party. However, the Party seeks to utilize "capitalist" democracy and its rights (of which it falsely claims to be a protector) in order to promote its own cause.

page 343

Note that the communists plan to implant a dictatorship of the proletariat. Obviously, in a dictatorship, IT ISN'T POSSIBLE to exist a democracy, it's a paradox!

21.1.16

"Comunismo é exatamente o oposto de Liberalismo" J. Edgar Hoover

Antigamente, o liberalismo não era visto como algo terrível, como é visto hoje em dia. Antigamente, os comunistas se diziam liberais, a moda era essa. Veja que, J. Edgar Hoover, em seu livro de 1958, dizia que o conceito de que o comunismo é um novo mundo de liberalismo é falso. Veja abaixo:

'Comunistas não são liberais. O conceito de que o comunismo é um novo mundo de liberalismo é falso, uma armadilha usada para pegar quem não é comunista. A palavra "liberal" tem um significado bonito e positivo e é o símbolo de uma grandiosa tradição histórica. Por isso que os comunistas se apropriam do termo para seu próprio uso. Comunismo é exatamente o oposto de liberalismo. Liberalismo significa mais direitos para o cidadão; uma limitação nos poderes do Governo central; liberdade de expressão, de religião, e de imprensa. Comunismo significa cada vez menos direitos para o cidadão privado, diminuição da liberdade de expressão, de imprensa, e de adorar a Deus. O Estado se torna todo poderoso, totalmente o contrário da tradição americana.'

Trocando em miúdos, liberalismo significa menos poder para o Estado; pois, no liberalismo, o Estado não controla a economia, de forma que as pessoas possam praticar o livre comércio, ou seja, a livre iniciativa, sem muito controle do Governo. Acho que não preciso explicar que quando um Governo quer controlar demais os camelôs, por exemplo, ele não está sendo liberal. Perseguição aos motoristas de vans (que, no Brasil, trabalham pegando passageiros) é outro indicativo de falta de liberalismo. Entendeu?

Para ver o link para o livro do J. Edgar Hoover, favor consultar a versão em inglês da postagem, abaixo.

English:

In the past, liberalism was not seen as something terrible, as it is seen today. In the old days , communists called themselves liberal, it was the "thing". See that J. Edgar Hoover, in his book of 1958, said that the concept that communism is a new world of liberalism is false. See below:

Communists are not liberals. The concept that communism is a new world of liberalism is false, a trap used to catch noncommunists. The word "liberal" has a fine, upright meaning and is symbolic of a great historic tradition. That is why the communists appropriate the term for their own use. Communism is the very opposite of liberalism. Liberalism means increased rights for the citizen; a curb on the powers of the central government; freedom of speech, religion, and the press. Communism means fewer and fewer rights for the private citizen, curtailment of freedom of speech and press and worship of God. The state becomes all-powerful, the absolute reverse of American tradition.

J. Edgar Hoover in the book Masters of Deceit, page 97, Henry Holt edition, available online.

In short, Liberalism means less power for the state; because in liberalism the state does not control the economy, so that people can practice free trade, that is, free enterprise, without much control from the government. I think I don't need to explain that when a government wants to control hawkers too much, for example, it is not being liberal. Persecution of van drivers (who, in Brazil, work picking up passengers) is another indication of lack of liberalism. Understood?

20.1.16

O oposto de socialismo / The opposite of socialism

Arthur Conan Doyle era formado em medicina, ou seja, Conan Doyle era médico, doutor. Ele começou a escrever porque ele não conseguia atrair clientes para seu escritório. Ele não conseguiria se manter sendo médico, mas como o escritor criador de Sherlock Holmes ele ganhou muito dinheiro. Portanto, o que os socialistas falam contra o livre comércio e o "capitalismo" é falso. Precisamos de capital para sobreviver. Não é democrático atacar o livre comércio. O oposto de socialismo não é capitalismo. O oposto de socialismo é DEMOCRACIA.

Claro, eu estou falando de SOCIALISMO ESTATAL, e não de outras formas de socialismo, consideradas utópicas por Karl Marx. Muitas pessoas ignoram que Adolf Hitler também era socialista. "Nazista" é uma palavra pejorativa para socialista nacional. O socialismo na Alemanha foi o socialismo estatal. Claro que no socialismo estatal o governo tem uma grande influência sobre a economia, ou seja, ele controla a economia. Hitler, como socialista, declarou claramente o seu ódio à democracia. Comunistas, que apoiam o SOCIALISMO MARXISTA, geralmente tentam vender o socialismo como democrático. Mas com o governo controlando, não há democracia.

English:

Arthur Conan Doyle had a degree in medicine, i.e., Conan Doyle was a doctor, a physician. He started writing because he couldn't manage to attract clients to his office. He wouldn't be able to earn a living by being a doctor, but as the writer creator of Sherlock Holmes he made a lot of money. Therefore, what socialists say against free trade and "capitalism" is false. We need capital to survive. It's not democratic to attack free trade. The opposite of socialism isn't capitalism. The opposite of socialism is DEMOCRACY.

Of course, I'm talking about STATE SOCIALISM, and not the other forms of socialism, considered UTOPIAN by Karl Marx. Many people ignore that Adolf Hitler was also a socialist. "Nazi" is a pejorative word for national socialist. The socialism in Germany was state socialism. Of course, in state socialism the government has a strong hold on the economy, that is, it controls the economy. Hitler, as a socialist, clearly declared his HATRED of democracy. Communists, who support MARXIST SOCIALISM, usually try to sell socialism as democratic. But with the government controlling there is no democracy.

19.1.16

Demitidos da Veja por esculacharem o Lula e a Dilma

A revista Veja, desde seu início, fez críticas ao autoritarismo do Governo. Como fez no dia 18 de dezembro de 1968, protestando pelo fechamento do Congresso pelos militares, após entrar em vigor o Ato Institucional nº 5, o AI-5. A capa polêmica irritou os militares e, naquele ano, o Regime Militar apreendeu as revistas.


Imagem copiada de http://www.marcillio.com/rio/hiremgcs.html

Porém, recentemente duas demissões da VEJA.COM reacenderam as críticas dos jornalistas contra a censura. Veja abaixo.

O Vídeo que fez o PT tirar Joice Hasselmann da VEJA



Joice Hasselmann revela por que foi demitida da VEJA



Veja apaga artigos de Rodrigo Constantino

18.1.16

Che Guevara na ONU: Sobre os fuzilamentos em Cuba / Che Guevara en la ONU: Sobre los fusilamientos en Cuba

Che Guevara acusou os governantes venezuelanos de genocídio. Como resposta, o delegado da Venezuela insinuou que Cuba também cometia genocídio, através dos fuzilamentos perpetrados por Che Guevara e Fidel Castro. Nisso, Che Guevara pediu direito a réplica e deixou claro que para ele os fuzilamentos foram justos, mas que o que a polícia política da Venezuela cometia era ASSASSINATO. Veja o discurso de Che Guevara abaixo:

"O senhor delegado da Venezuela também empregou um tom moderado, ainda que enfático. Manifestou que são infames as acusações de genocidio, e que realmente era incrível que o Governo cubano se ocupasse destas coisas da Venezuela, existindo tal repressão contra seu povo. Nós temos que dizer aqui o que é uma verdade conhecida, e a expressamos sempre perante o mundo: fuzilamentos, sim, fuzilamos; fuzilamos e continuaremos fuzilando enquanto for necessário. Nossa luta é uma luta até a morte. Nós sabemos qual seria o resultado de uma batalha perdida, e os vermes também têm que saber qual é o resultado da batalha perdida, hoje em Cuba. Nessas condições, nós vivemos numa imposição do imperialismo norteamericano. Mas, aí sim: assassinatos não cometemos, como está cometendo agora nesta época, a polícia política venezuelana que creio que se chama Digepol, se não estou mal informado."

Ernesto "Che" Guevara en la ONU sobre los fusilamientos en Cuba



Transcripción:

"El señor delegado de Venezuela también empleó un tono moderado, aunque enfático. Manifestó que son infames las acusaciones de genocidio, y que realmente era increíble que el Gobierno cubano se ocupara de estas cosas de Venezuela existiendo tal represión contra su pueblo. Nosotros tenemos que decir aquí lo que es una verdad conocida, y la hemos expresado siempre ante el mundo: fusilamientos, sí, hemos fusilado; fusilamos y seguiremos fusilando mientras sea necesario. Nuestra lucha es una lucha a muerte. Nosotros sabemos cuál sería el resultado de una batalla perdida y también tienen que saber los gusanos cuál es el resultado de la batalla perdida hoy en Cuba. En esas condiciones, nosotros vivimos por la imposición del imperialismo norteamericano. Pero, eso sí: asesinatos no cometemos, como está cometiendo ahora en estos momentos, la policía política venezolana que creo recibe el nombre de Digepol (Dirección General de Policía), si no estoy mal informado."

Comunismo e corrupção

J. Edgar Hoover foi diretor do FBI, a polícia federal dos Estados Unidos, e é um especialista em comunismo e suas táticas de tomada de poder. A corrupção generalizada encontrada nos países governados por comunistas acontece porque a ideia do comunismo, desde sua origem, já estava marcada pela corrupção, Marx levava uma vida degenerada. Veja o que J. Edgar Hoover explica sobre o que acontece quando os comunistas chegam ao poder:

'Hotels, country clubs, e piscinas seriam usadas para o benefício dos "trabalhadores", quer dizer, na maioria dos casos, os chefes do partido.'

Evidentemente, os membros dos partidos comunistas geralmente são ricos, burgueses, e não trabalhadores de verdade. (São ricos muito gananciosos, que desejam ganhar cada vez mais dinheiro.)

J. Edgar Hoover diz mais isso, em seu livro:

'Marx, com muita esperteza, aplicou esses conceitos à sociedade de sua época. O objetivo dele era que esse atrativo pegasse todos os gananciosos, ambiciosos, descontentes, ou desanimados. Além disso, como a Revolução Industrial provocou verdadeiros abusos sociais, as doutrinas de Marx também atraíam vários idealistas sinceros e reformistas que estavam impacientes com os métodos de melhoria lentos e graduais.'

Por isso, não é de se surpreender o envolvimento de políticos comunistas brasileiros em corrupção; também não é surpresa nenhuma sabermos que Dilma Rousseff, atual Presidente da República, participou de vários assaltos a bancos e ataques terroristas em seu passado na organização comunista VAR-Palmares (Vanguarda Armada Revolucionária Palmares).


Clique aqui para ver em tamanho maior em outra janela.

Imagem copiada de:
Quartéis se calam e Dilma levanta a voz pela democracia no Brasil | Correio do Brasil


Clique aqui para ver em tamanho maior em outra janela.

Imagem copiada de:
NÃO DEIXE QUE UM PROFESSOR COMUNISTA ADOTE SEU FILHO | Blog do Licio Maciel

No grupo terrorista VAR-Palmares, Dilma tinha como companheiro outro sinistro político, o Carlos Minc, que participou do roubo do cofre do ex-governador de São Paulo, Adhemar de Barros; aliás, acredita-se que Dilma Rousseff também participou desse crime ambicioso. Veja links abaixo:

WikiLeaks: EUA relatam que Dilma Rousseff roubou bancos e cofre de Adhemar de Barros na ditadura
Livro revela envolvimento de Dilma no maior assalto da ditadura
O assalto que Dilma ajudou a planejar

Portanto, esse pessoal que está no poder agora já assaltava o Brasil bem antes de muitos de nós termos nascido.

Para ver o link do livro de J. Edgar Hoover, favor ver a parte inglesa da postagem, abaixo.

English quotations, for educational purposes only:

J. Edgar Hoover:

'Hotels, country clubs, and swimming pools would be used for the benefit of "workers," meaning, in most cases, Party bosses.'

Source: J. Edgar Hoover in the book Masters of Deceit, page 7, Cardinal edition.
J. Edgar Hoover in the book Masters of Deceit, page 7, Henry Holt edition, available online.

'Marx, with shrewd cunning, applied these concepts to the society of his day. He aimed this appeal to catch everyone who was greedy, ambitious, discontented, or downtrodden. Also, since the Industrial Revolution had led to some very real social abuses, the doctrines of Marx appealed to many sincere idealists and reformers who were impatient with slower and more gradual methods of improvement.'

Source: J. Edgar Hoover in the book Masters of Deceit, page 20, Cardinal edition.
J. Edgar Hoover in the book Masters of Deceit, page 20 Henry Holt edition, available online.

17.1.16

Was Lula an opportunist or just a dupe in the hands of communism?

Was Luiz Inácio Lula da Silva an opportunist or just a dupe in the hands of communism?

J. Edgar Hoover, former director of the FBI, studied communism throughout his life, and in his book he describes many types who get involved with communism. Of those types, I have selected two. One is the opportunist and the other is the dupe. Maybe Lula wasn't really a dishonest man, maybe he was just duped by the communists, just fooled by the communists. Let's see the explanations of J. Edgar Hoover:

Opportunists. Another group that falls, on occasion, under communist thought control consists of opportunists, individuals who, if they can benefit personally, will knowingly support the Party in return for support or favors from it. Opportunists are cynical and self-seeking, not caring that by cooperating with the communists, even though temporarily, they are injuring the nation.

Source: J. Edgar Hoover in the book Masters of Deceit, Page 91 Henry Holt edition, available online.

Communists watch eagerly for such opportunists; they are usually easy to influence and exploit. The self-seeker, fighting to win an election or wanting to earn some easy money, may listen to communist double talk and cooperate. Not that the Party is under any illusions; the opportunist is not going to be converted. He will denounce communist support just as quickly as he accepted it. Relations are strictly "dog eat dog," each trying to exploit the other. But the opportunist can be used.

Source: J. Edgar Hoover in the book Masters of Deceit, pages 92-93 Henry Holt edition, available online.

But I think that Lula is a simple man, he was a lathe operator, and perhaps he didn't get to understand all the schemes of communism. Maybe he was just a dupe in the hands of the communist bosses. See what J. Edgar Hoover has to say about dupes:

Dupes. The final area is that of the dupe, or innocent victim, the individual who unknowingly is under communist thought control and does the work of the Party.

A tragedy of the past generation in the United States is that so many persons, including high-ranking statesmen, public officials, educators,
ministers of the gospel, professional men, have been duped into helping communism. Communist leaders have proclaimed that communism must be partly built with noncommunist hands, and this, to a large extent, is true.

Communist propaganda is tailored to attract noncommunists. Communism offers a bogus "spiritual appeal," a "Kingdom of God on earth," Its tactics and strategy are covered with attractive, appealing words, such as "freedom," "justice," and "equality." The communists claim they are working for a "better world," that they have the answer to discrimination, exploitation, and economic want. To fight for communism, they say, is to become part of the most sacred crusade in the history of man. Many well-meaning citizens, attracted by these words and not seeing behind the communist intentions, have been swept into the communist thought-control net. Most are sincerely interested in improving society, and there are many ways in which our society can and should be improved. They are willing to devote their time, talents, and energies to a "sacred cause." That is how communist thought control works. If it can influence you on any matter, regardless of how minor, making you think favorably toward communism, it has gained. It has something to sell everyone.

J. Edgar Hoover in the book Masters of Deceit, page 93 Henry Holt edition, available online.

Well, if Lula was just a dupe he will, sooner than we think, renounce the alliance with the communists. And in the future, we may see Lula and his party, PT, running against the communists. Who knows?