6.1.15

Nicolás Maduro elogia Dilma Rousseff (Veja o que isso significa)

Eu ia fazer uma longa postagem, mas acho que nem preciso, pois a sequência fala por si.

Discurso de Nicolás Maduro sobre a vitória de Dilma [Legendado]



Ricardo Seitenfus, Doutor em Relações Internacionais:
"Novembro de 1940. No dia 10, o então presidente da República, Getúlio Vargas, recebia um telegrama de parabéns, escrito em italiano e enviado pelo então ditador da Itália, o fascista Benito Mussolini.

Na mensagem curta, de apenas 11 linhas, Mussolini felicitava Vargas pelo 10º aniversário de sua chegada ao poder, após a Revolução de 30. A Itália fascista cordialmente parabeniza o júbilo dessa grande nação amiga, escreveu Mussolini. O telegrama simbolizava a relação de proximidade desenhada entre o governo de Vargas e a Itália fascista de Mussolini."

Fonte:
De: Mussolini Para: Getúlio


Conclusão:
Maduro elogiando Dilma = Mussolini elogiando Getúlio Vargas.


Veja também:

Eleições 2014: Padilha, Mais Médicos e Comunismo. General conta tudo sobre Golpe Comunista no Brasil

"Você só consegue algo na empresa se for filiado ao PT", diz funcionária dos Correios

Dilma segue os passos do Maduro, ela tem os mesmos ideais. Se você for comunista, alegre-se, pois o comunismo chega ao Brasil a passos largos. Mas se você não for comunista, pode começar a chorar, pois o pesadelo está começando...

Saudações libertárias!!!

26.12.14

Relacionamento com uma pessoa com transtorno mental

(Texto incompleto, a ser finalizado mais tarde.)

Pessoas que precisam de tratamento psiquiátrico constante sofreram uma ferida emocional, mais que isso até:
Uma pessoa diagnosticada com um dos transtornos psiquiátricos graves é como alguém que sofreu um acidente que lhe tirou um membro. As terapias ficam sendo uma espécie de muleta. as terapias ajudam, como uma muleta ajuda quem perdeu uma perna. Um paciente terminal é considerado morto quando o cérebro para de funcionar, quando a cabeça para de funcionar; daí fica simples entender que uma pessoa com um transtorno mental é como alguém que perdeu uma parte de seu corpo, perdeu a cabeça. Temos que admitir que perder a cabeça é mais grave que perder as pernas, os braços, ou os olhos.

Uma pessoa que se machucou numa perna ou perdeu uma perna pode caminhar com sua muleta, mas se empurram essa pessoa perneta, essa pessoa cai fácil; é a mesma coisa com um paciente psiquiátrico. Um paciente psiquiátrico sofreu uma ferida emocional que causou uma doença mental. Um desrespeito às emoções de um paciente psiquiátrico equivale a empurrar uma pessoa que se mantém de pé com muletas; ao ser empurrado, fica difícil para esse paciente psiquiátrico se manter de pé, mesmo com a muleta do tratamento psiquiátrico...

Portanto, qualquer pessoa que pensar em ter um relacionamento afetivo com alguém que faz tratamento psiquiátrico deve ter seriedade e respeitar os sentimentos de tal paciente. Nada mais covarde da parte de um homem do que se aproveitar de uma crise de uma paciente psiquiátrica para levá-la para a cama. Aproveitar-se da fragilidade emocional momentânea de uma mulher para levá-la para a cama é praticamente um estupro, coisa de cafajeste; muito mais covarde se essa mulher tiver um transtorno mental. São mulheres como qualquer outra, mas com grandes marcas de uma vida sofrida, e com tamanho desrespeito às suas emoções sofrem bem mais que as outras.


23.12.14

Hora de ir às ruas: Protesto pelos direitos dos pacientes psiquiátricos / Protesto pelos direitos dos egressos de manicômios

Há vários meses que venho preparando esse texto com essa lista. Eu estou me preparando para ir às ruas protestar por melhor atendimento psiquiátrico num futuro bem próximo; mas o protesto de um egresso de hospital psiquiátrico não pode ser tirando a roupa, como o pessoal do movimento gay faz, senão, alegam que o paciente psiquiátrico está em surto. Mas imprimirei esse texto e outros e buscarei fazer que as pessoas na rua vejam.

Alguns direitos de todos pacientes psiquiátricos que precisam ser efetivados:

Internações psiquiátricas devem ser em leitos de hospitais gerais

Internações psiquiátricas devem ser em leitos de hospitais gerais, depois, se o caso for muito grave, transferir o paciente para um hospital psiquiátrico. Caso muito grave, obviamente é quando o paciente, depois de dias, não consegue realizar tarefas básicas, como comer e fazer higiene básica, e não por um DECRETO do psiquiatra.

internação involuntária deve ser abolida

Só existe internação involuntária na psiquiatria, portanto internação involuntária deve ser abolida, os pacientes psiquiátricos deverão ter direito à escolha, e se o paciente estiver podendo se expressar, obviamente não há nenhuma necessidade de mantê-lo internado contra sua vontade.

pacientes psiquiátricos devem ter o mesmo direito a julgamento que todas as pessoas têm

Caso o paciente tenha cometido um crime, ele deverá ser julgado como qualquer outra pessoa, com direito a advogados, e aí sim, poderá haver uma internação COMPULSÓRIA, decidida por um juiz e por um júri, pois pacientes psiquiátricos devem ter o mesmo direito a julgamento que todas as pessoas têm.

Câmeras de segurança devem ser instaladas em todas as enfermarias psiquiátricas para garantir a integridade física dos pacientes psiquiátricos

Câmeras de segurança devem ser instaladas em todas as enfermarias psiquiátricas para garantir a integridade física dos pacientes psiquiátricos, inibindo maus tratos e abusos sexuais; e como sabemos que, devido aos diagnósticos psiquiátricos, a palavra de um paciente psiquiátrico muitas vezes é colocada em dúvida diante da palavra de um profissional de saúde mental, que em TODOS os consultórios e salas onde pacientes psiquiátricos são atendidos sejam também instaladas câmeras que registrem todo o ocorrido.

Exames médicos gerais devem ser feitos nos pacientes psiquiátricos antes da prescrição de qualquer psicotrópico

Exames médicos gerais devem ser feitos nos pacientes psiquiátricos antes da prescrição de qualquer psicotrópico, pois é óbvio que o paciente pode ter se alterado mentalmente por alguma causa física, portanto EXAMINAR o paciente com exames laboratoriais e raios X é essencial.

cursos profissionalizantes para que os pacientes possam ter uma boa posição no mercado de trabalho

Deve haver cursos profissionalizantes dentro dos hospitais psiquiátricos e dentro dos Centros de Atenção Psicossocial para que os pacientes possam ter uma boa posição no mercado de trabalho; assim como incentivos para a formação acadêmica dos pacientes, como um curso pré-vestibular com professores bem preparados, também dentro das instituições psiquiátricas.

Investimentos MACIÇOS devem ser feitos para que os pacientes possam receber, através de empregos que garantam a esses pacientes mesmo a possibilidade de ESCOLHER o melhor tratamento para si e ter condições de pagar por tal tratamento, gerando auto-sustentabilidade e dignidade. Aposentar ou interditar pacientes psiquiátricos jovens é uma ofensa a sua dignidade, pois esses jovens PODEM ser qualificados para receber BEM MAIS que o salário de uma aposentadoria ou interdição, e TÊM DIREITO e MERECEM, como seres humanos, serem incentivados e preparados para trabalhos dignos para atender suas necessidades.

Informações claras sobre os psicotrópicos e sobre medicina ortomolecular e homeopatia

Informações claras sobre os psicotrópicos devem ser passadas para todos os pacientes psiquiátricos. E psiquiatras devem cientificar SEMPRE os pacientes e seus familiares sobre a existência de psiquiatria ortomolecular e psiquiatria homeopática. Logo, os psiquiatras devem informar que os psicotrópicos podem ajudar, mas que podem causar danos cerebrais e outras doenças se usados por muito tempo, e que causam dependência química e que só devem ser retirados com supervisão médica para que não haja crises de abstinência que podem causar um surto ainda pior.

Substituição de psicotrópicos por medicina alternativa

Deve haver a substituição de psicotrópicos por medicina alternativa. É preciso passar uma Lei para que todo curso de medicina insira uma extensão do curso para formação dos profissionais em medicina ortomolecular e homeopatia.

Prescrição errada: erro médico

Sempre quando um paciente ficar pior após prescreverem determinada medicação deverá ser FORMALMENTE considerado ERRO MÉDICO, e tal erro médico deverá ser levado ao ministério público; e o profissional que prescreveu a medicação errada deverá ser submetido a um JULGAMENTO POR ERRO MÉDICO. Isso porque são vários os casos de pessoas que foram prescritas antidepressivos e ficaram com MANIA e pioraram. E apesar de tal erro médico ser muito constante, os profissionais que o cometem NUNCA vão a julgamento por tal erro grave.

Os psiquiatras devem respeitar a vontade dos pacientes de deixar de tomar um determinado psicotrópico
Os psiquiatras devem respeitar a vontade dos pacientes de deixar de tomar um determinado psicotrópico, ou todos; e devem supervisionar a retirada dos psicotrópicos para a segurança do paciente.

Informações claras sobre os psicotrópicos
Informações claras sobre os psicotrópicos devem ser passadas para todos os pacientes psiquiátricos. Exemplo, os psiquiatras devem informar que os psicotrópicos podem ajudar, mas que podem causar danos cerebrais e outras doenças se usados por muito tempo, e que causam dependência química e que só devem ser retirados com supervisão médica para que não haja crises de abstinência que podem causar um surto ainda pior.

Direito de viajar no transporte público apenas mostrando uma receita médica ou agendamento de consulta

Todos os pacientes psiquiátricos que estão em acompanhamento no setor público de saúde mental devem ter o direito de viajar no transporte público apenas mostrando uma receita médica ou agendamento de consulta ao motorista; pois todos sabemos que um grande número dos pacientes atendidos no setor público são de baixa renda ou com NENHUMA RENDA e, muitas vezes, o paciente acabou de sair de uma primeira internação, e para tirar um cartão de passe livre leva um tempo, e um monte de burocracia desnecessária.

Abuso sexual intra-familiar: crime hediondo

É necessário tornar abuso sexual intra-familiar crime hediondo, inafiançável, e IMPRESCRITÍVEL, por se tratar de uma das principais causas de doenças mentais. A cada novo paciente grave na área da saúde mental, uma INVESTIGAÇÃO POLICIAL deve ser feita dos parentes, para verificar se houve abusos sexuais NO PASSADO, ou se houve qualquer outra forma de abuso ou exploração contra esse paciente.


(Últimas atualizações: 17/03/2014 , 01/10/2014, 14/11/2014 e 25/11/2014)Hundert Siebenunddreißig

(再生回数 90 回)
+
(再生回数 36 回)

(再生回数 11 回)

Psiquiatria homeopática em São Paulo

Nesta publicação deixo o endereço do site do Dr. Saulo Fabregat Bazílio. Um psiquiatra que usa a homeopatia para tratar de doenças mentais:

http://drsaulobazilio.site.med.br
Siga o link: Dr. Saulo Fabregat Bazílio - Psiquiatria

Título de especialista pela ABP ( Associação Brasileira de Psiquiatria ) nº 2430


Médico Psiquiatra e Homeopata

CRM 43359 São Paulo S.P.


Título de Especialista em Psiquiatria pela ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria)
Título de especialista em Homeopatia pelo CFM (Conselho Federal de Medicina)

Deixo também o endereço do consultório:

Rua Domingos de Moraes 2312 conjunto 01
Vila Clementino São Paulo
Telefone (11) 5575-2179

Irradiated by her

Only a couple of days ago was her birthday.
It's a huge coincidence that the girl who is my sun was born at the beginning of summer...
It's not her pretty face that shines the most, I don't even need to see her face to be irradiated by her.
And I say to myself, the sun gave light to her or--perhaps--she gave light to the sun?

Originally published in December 24, 2013, elsewhere.

22.12.14

Difamação e omissão de socorro

Essa postagem é continuação de Litígio: uma solução vergonhosa a qual eu não gostaria de recorrer.

A difamação que um de meus irmãos fez foi através da Internet, então fica mais fácil de provar. Ele publicou e-mails pessoais que eu lhe enviei, para me atingir e me constranger. No início eu não percebi que ele estava publicando mensagens que eram CLARAMENTE pessoais, e até deixava o link em meu blog, e só fui perceber a gravidade da situação quando ele veio num comentário aqui no blog, de maneira bem agressiva, desmentir um relato meu. Foi aí que eu visitei o blog e percebi sua agressividade, e algumas mentiras bem graves, que mesmo se fosse verdade, não deixaria de ser grave, e uma agressão moral a minha pessoa. Para proteger a imagem dele, devido a gravidade de seu comentário, não publiquei, e justifiquei a não publicação num e-mail privado.

Uma das mentiras mais covardes foi quando ele publicou uma frase que eu disse, quando ele foi em minha casa. Antes de publicar a frase, gostaria de explicar a situação em que eu me encontrava no momento, e a situação da casa. A casa não tinha porta, não tinha emboço, chovia em todas as partes, e precisava de obras urgentes, pois toda aquela precariedade atraía ratos, ratazanas e outros bichos. Antes disso, eu morava em outra casa que não tinha todos esses problemas, mas saí dessa casa para que esse irmão pudesse se casar, tendo certeza que ele e outros irmãos ajudariam a construir a casa sem estrutura para onde fui. No dia em que meu irmão foi em minha casa, foram fazer uma festinha, e ninguém tinha me avisado nada, e eles moravam em casas que já estavam construídas e HABITÁVEIS, portanto, surpreendeu-me virem fazer festinha numa casa que precisava de TRABALHO. Quando eu chovia um pouco mais, eu dormia NO MEIO DA ÁGUA. Por isso eu fiz essa declaração:
“Ver se da próxima vez que vocês promoverem este tipo de evento, escolham uma casa mais organizada.”

Esse meu irmão usou essa frase para me criticar em seu blog... sabendo que eu saí de uma casa melhor para facilitar sua vida, pois sempre que posso faço tudo para colaborar com as pessoas, e principalmente por eu considerar laços matrimoniais algo SAGRADO. Mas não acaba aí... NUNCA HOUVE OBRAS que sanassem os problemas que eu citei, e até hoje, eu durmo no meio da chuva, porém hoje, há infestações de bichos, que, mesmo quando não chove, INFERNIZAM meu sono.

Esse é apenas um dos motivos pelos quais eu estou cogitando processar meus irmãos.

Esse irmão buscava diminuir o ativismo que eu faço neste blog e em outros lugares, mas obviamente este blog é importante, eu o escrevo por vários motivos, um dos motivos é que, como paciente psiquiátrico que teve surtos graves e que chegou no manicômio sangrando em algumas internações, eu tenho problemas para me expressar oralmente, e às vezes fico nervoso; e quem fica nervoso diante de alguns profissionais de saúde mental é ESCULACHADO, eles dizem que não dá para entender nada que o paciente está falando, dizem que o paciente fala demais, etc, por isso, para evitar tal constrangimento eu decidi escrever, como uma melhor forma de registrar meu ativismo por Direitos Humanos na saúde mental.

Como já disse, ao sair do manicômio, busquei estreitar mais ainda todos os laços familiares, precisava estreitar laços, principalmente para facilitar na tarefa de conscientizar essas pessoas sobre o que acontece dentro dos manicômios. Eu fui até padrinho do casamento do irmão mencionado acima. Inclusive, trabalhei com ele, trabalhei PARA ele. E SEMPRE o apoiei. Não podia deixar barato o fato de ele não me apoiar em minha indignação contra os maus tratos dos manicômios, pois sei que ele não viu o pior, mas viu o suficiente. Ele não viu gente sendo carregada já sem vida, mas viu meus pulsos machucados das torturas do manicômio, e viu que eu estava lúcido quando solicitei que ele denunciasse IMEDIATAMENTE, para ajudar na luta pelo fechamento desses manicômios, pois machucar pacientes é caso DE POLÍCIA. Mas ele não quis me apoiar e levar adiante a denúncia, o que foi uma OMISSÃO DE SOCORRO.

Ele viu isso no manicômio. Agora vou relatar o que eu vi trabalhando com ele: eu também vi uma situação que era caso de polícia, mas nesse caso, fiquei do lado dele, não o pré-julguei e o apoiei. Ele trabalhava de carro, e era parado pela polícia várias vezes, e o carro dele QUASE era guinchado várias vezes. Eu não ficava contra ele, mesmo sabendo que ele estava errado, eu o apoiava e não o julgava. Ele dizia que os policiais estavam errados de querer guinchar o carro dele por ele não estar com os documentos em dia. Os policiais estavam errados nesse caso, o Estado estava errado ao querer guinchar um carro irregular, mas os profissionais de saúde mental estavam certos ao machucar pacientes psiquiátricos? Por que isso? Pacientes psiquiátricos têm que levar surras? Profissionais de saúde mental têm o direito de bater em pacientes psiquiátricos, mas policiais não têm o direito de querer guinchar carros irregulares? Foi o que eu disse na outra postagem:
Pimenta nos olhos dos outros é refresco...

(Continua...)


(再生回数 25 回)
+
再生回数 2 回

Concorrência desleal = Charlatanismo

Alguns comentários deixados no blog são sinais de opiniões diferente, estando certo ou não é uma opinião diferente, tudo bem. Por exemplo, existem tratamentos alternativos que não são valorizados por uma maioria dos psiquiatras, acredito por serem mais baratos e diminuírem o lucro, ou porque é preciso ESTUDAR MAIS, o que dá trabalho. (Não vejo outra explicação.) Porém, uma pessoa pode ser a favor ou contra tratamentos alternativos. Por isso aprovo comentários como o comentário abaixo, de um defensor dos psicotrópicos, por ser um comentário SINCERO:

"Pensem pode ser pior a vida sem remédios, acho muita responsabilidade ficar, convencendo outros a pararem com suas medicações, e depois se piorarem as coisas, quem vai pagar a conta ?????/ Informações é quase tudo nesse tipo de doença ..... É isso fiquem com Deus..."

Ninguém está tentando convencer ninguém a parar de tomar medicações. O principal objetivo de um blog como esse é INFORMAR as pessoas da existência de tratamentos alternativos, mais eficazes por terem MENOS EFEITOS COLATERAIS, o que reduz a PROBABILIDADE de uma pessoa parar por causa de efeitos desagradáveis, logo DIMINUI A possibilidade de recaída, portanto só traz VANTAGENS para TODOS, menos para os médicos GANANCIOSOS, médicos gananciosos que pensam como o autor do comentário abaixo, que mais parece tentar desacreditar tratamentos alternativos.

"Infelizmente há doenças que não são curáveis!!! Doenças mentais como: esquizofrenia e Depressão bipolar só serão controladas com medicação.
O paciente que não aceita medicação, por achar que está servindo de cobaia para laboratórios ou médicos, está fazendo mal a si mesmo.
Sem medicação, a doença manifestar-se-á , o que poderá causar sua morte ou internação.
Devemos agradecer que atualmente há uma infindável lista de medicamentos que foram amplamente estudados e aprovados no tratamento destas doenças.
Só que muitas vezes é necessário encontrar a medicação que fará bem, que não sejam sentidos efeitos colaterais. Muitas vezes são anos testando diferentes medicamentos até encontrar o que traz maior benefício e mantenha a doença sob controle permitindo uma vida normal.
Não há outros tratamentos alternativos! H
Buscar o remédio certo é o caminho.
Não culpem o médico por medicá-los. Aceitem a doença e corram atrás do tratamento."

A falta de sinceridade em tal comentário resultou em EXCLUSÃO.

Ambos comentários foram feitos na postagem Efeitos dos remédios em mim

Um médico pode optar por continuar com a psiquiatria tradicional, é seu direito, mas tentar desacreditar psiquiatria ortomolecular e psiquiatria homeopática chega a ser anti-ético, parece mais GANÂNCIA, logo, cheira a CHARLATANISMO. Não estou batalhando para informar as pessoas e defender melhores tratamentos para tolerar tais atitudes egoístas.