5.3.09

COMO É UMA INTERNAÇÃO À FORÇA

Como muitos de nós, do movimento dos ex-pacientes, ou dos "sobreviventes psiquiátricos", uma vez fui preso ou "internado" e forçado a tomar um medicamento psiquiátrico - Thorazine. Eu estava psicologicamente inteiramente normal na época, apesar de estar muito infeliz com a perda da relação com a mulher que eu amava e estar fazendo prova na faculdade, o que levou os meus pais a decidirem a me forçar a fazer o que eles achavam erradamente que seria uma "terapia": Como eu me recusei a procurar "terapia" voluntariamente, a sua única forma de me forçar a "terapia" foi me internar em um "hospital" contra a minha vontade.

No dia em que eu fui preso (ou "internado"), depois do pessoal do hospital chegar e me fazer perguntas para a sua papelada, eu estava autorizado a andar um pouco na corredores e salas do local onde eu tinha sido preso, explorando o meu novo ambiente. Mas sem razão aparente, depois de algum tempo uma enfermeira aproximou-me com uma agulha hipodérmica na mão e me disse que ela tinha uma injeção que o meu médico tinha receitado para mim. "Eu nem falei com nenhum médico" Eu disse a ela.

Ela parecia perceber que eu estava correto, e ela parecia um pouco sem graça quando eu perguntei o nome do médico que tinha supostamente ordenado a injeção: Ela não tinha idéia de quem ele era. Mas nada disso importava para o pessoal do hospital. Ela foi embora, mas voltou um pouco mais tarde com um enfermeiro grandão, que logo se juntou a outro enfermeiro, para me forçar a tomar a injeção. Eles também não deram atenção quando eu lhes disse que eu ainda não tinha tido uma audiência ou julgamento para determinar se a minha internação era justa ou não, que eu estava internado apenas por uma causa presumida, e que era errado eles me forçarem a tomar um medicamento antes de eu ter uma chance de ir a tribunal para apresentar meus argumentos contra internação ou "tratamento" contra a minha vontade.

Devido à leis sobre "internação" involuntária em cada Estado, e leis sobre "compromisso ambulatorial" em 40 ou mais Estados dos E.U.A. que existem com a finalidade de forçar as pessoas a tomar psicofármacos ou enfrentar repetidas prisões psiquiátricas em "hospitais", aqueles de nós que por causa da nossa experiência do passado temem administração forçada destas drogas perigosas necessitamos de conselhos sobre como nos proteger disso. Tudo que os drs. Breggin & Cohen (autores do livro Sua Droga Pode Ser Seu Problema, que fala dos perigos da psiquiatria) tem a dizer sobre este tema é: "Não deixe que ninguém te pressione a começar a tomar ou continuar a tomar psicofármacos. Enquanto um adulto competente, você tem o direito legal e ético de tomar suas próprias decisões sobre tomar psicofármacos. ... Suas decisões sobre tomar ou rejeitar drogas devem ser feitas sem pressão coerciva dos médicos "(p. 29). Embora eu concorde com esta afirmação, é óbvio que muitos legisladores estaduais, juízes, psiquiatras, e o pessoal dos hospitais psiquiátricos não concordam.

O que nós vítimas da psiquiatria precisamos é de uma estratégia para evitar administração forçada de drogas psiquiátricas. Drs. Breggin & Cohen não oferecem uma neste livro.
Pode não haver uma maneira confiável para se proteger de administração forçada de drogas psiquiátricas, mas aqui estão duas ideias: Uma é contratar um advogado para escrever uma "Declaração Quanto Tratamento de Saúde Mental", no qual você diz que você não deseja receber psicofármacos (ou sujeição física ou terapia de choque) se você for declarado incompetente ou com doença mental, com uma certificação emitida por um psiquiatra que o acompanhe afirmando que estava mentalmente competente no momento em que você fez a declaração. Isto irá minar o argumento de que você concordaria com o "tratamento" se o seu pensamento não estivesse perturbado pela doença mental.

Outra estratégia é manter um relacionamento com um psiquiatra que se opõe a "tratamentos" coercivos que irá testemunhar para você, se você se tornar uma vítima da opressão psiquiátrica tais como "internação" à força ou ataques da psiquiatria, tais como administração forçada de drogas psiquiátricas. Um advogado aconselhou-me recentemente que provavelmente deve ser um psiquiatra, não um psicólogo. Talvez nos estados onde psicólogos estão autorizados a internar as pessoas contra a sua vontade, o depoimento de um psicólogo fosse adequado.

Em um mundo racional onde os direitos humanos fossem respeitados, administração forçada de drogas psiquiátricas não ia acontecer. Em um mundo racional onde os direitos humanos fossem respeitados, hoje, nenhum dos psicofármacos seria utilizado por nenhuma pessoa, voluntária ou involuntariamente. Talvez livros Como Sua Droga Pode Ser o seu Problema ajudem alguns de nós a começar a pensar racionalmente sobre psicofármacos.

O texto acima foi retirado da página do ativista da antipsiquiatria dos Estados Unidos, Douglas A. Smith. Para ler mais sobre o texto em inglês vá para a página BOOK REVIEW: BREGGIN & COHEN,YOUR DRUG MAY BE YOUR PROBLEM. Ou leia o texto completo no blog THE PSYCHIATRIC PATIENT OF THE AMERICAS - PACIENTE PSIQUIÁTRICO.

Eu gostaria de admitir que eu lamento as críticas que fiz a minha psiquiatra atual. Pois sei que a profissão de psiquiatra é realmente difícil, devido a falta de base científica. Tanto lamento, pois talvez ela tenha lido minhas críticas e deve ter ficado triste. Mas ela não tem culpa. Com a falta de recursos que há na psiquiatria hoje eu devo esperar tudo, sem culpar os psiquiatras. Você pode ler informações técnicas sobre a falta de base científica da psiquiatria no blog THE PSYCHIATRIC PATIENT OF THE AMERICAS - PACIENTE PSIQUIÁTRICO, onde você vai encontrar traduzido o texto de dois médicos que falam sobre a psiquiatria e sobre os danos causados por psicofármacos.

5 comentários:

  1. Olá meu nome é Daniel, fui internado a força no hospital das clínicas, area de metabolismno dentro do prédio de psiquiatria., o QUe devo fazer?
    Estou tomando apenas a medicação prescrita mas temo mexames indevidos, abusos e maldades .
    Com quem eu falo?
    Obrigado

    Daniel Hamer

    ResponderExcluir
  2. se possível ,se mande para aonde não saibam aonde vç está .contrate um advogado e testemunhas,se possível. resta saber quem lhe internou ou qual parente seu .tb nunca mais olhe pra essa pessoa,mesmo que seja a tua mãe .maldade eles fazem mesmo e vç nunca mais terá razão e qq coisa vão dizer que tu é louco ,mesmo vç na razão. e entregue a sua vida a JESUS e não a esses caras.

    ResponderExcluir
  3. Infelizmente algumas pessoas precisam ser internadas por representar riscos á família e a elas mesmas. Independente do estado mental, qualquer pessoa se negará á tomar remédios e ter sua liberdade negada, essa atitude vem do instinto de Auto preservação e sobrevivência. Os modos dos enfermeiros e corpo clínico do hospital farão o necessário para aplicar a droga nesses tipos de pacientes, já que a conversa não muda o diagnóstico de esquizofrenia. A medicina não evoluiu para a cura dessas doenças e infelizmente só contamos com esses métodos. Você talvez tenha sido vítima de um diagnóstico errado, mas gostaria muito de ouvir a opinião dos seus pais, pois você deve ter feito coisas inaceitáveis para si ou para outros. Caso seus pais não quisessem o melhor pra você, vc não estaria na faculdade sendo bancado em casa para completar seus estudos. Tenho certeza que tomar a decisão de internar você foi o último recurso deles de querer ver o seu bem. Seja grato por ter pessoas que se importam com você. A atitude deles não pode ter sido a melhor, mas foi pra preservar você. A vida tem vários caminhos e em todos eles você vai perder alguma coisa em favor de outra. Saiba perder, seja dinheiro, amor ou felicidade. Sempre haverá alternativas para recuperar o perdido. Respire fundo e vá em frente. A vida não tem braços pra te levantar quando cair, só caminhos, alternativas.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo10:41 AM

    ISSO AI ! DISPOIS QUE TU TOMA A FORÇA NUM DETERMINADO TEMPO TIME TE DROGAM PELO MAIOR TEMPO POSIVEL E AI TU TA DEPENDENTE POIS ESSES REMEDIOS NUNCA MAIS TU VAI SER UM HOME E AI SE FECHA ESSA SALA E AI TUDO ACABOU . I(SSO SE TU FOR FAMOSO PORQUE SENAO TE ATROPELAM E DIZ QUE TU TE ENFORCOU ALIAZ ELES SO FALAM EM AXFIXIA E PRA RALAR PORQUE ELES DAO BANHO AS TREZ HORAS da matina e te fodem e ai tu nao nunca mais tu vai dormir na tua vida oO BANHO porque COM CASTRAÇAO QUIMICA TU FICA HIPERVIGIL E COM FOME TU TAMBEM fica faminto e tu nao acordava porque ta sedado e ta sedado porque nao dorme e essas conspiraçoes de violencia fudida por todos os paizes QUEM QUER VIOLENCIA ninguem ! mas eles te forçam estadinho . eu sou vitima desses medico e estou como paciente terminal que aqui e pior PORQUE SE LANÇAM UM REMedinho em pelotas os estudantes fasem um discurso de sabedoria TUDO FARSA ESSA GENTE PSQUIATRA E FODAL PORQUE ELes fasem medicina que e chamado de a escola dos famosos visual porquinho O QUE E ISTO como perguntam o outlook o email do outulook que foi criado . pelo bill gates pelo mark sukberg Tudo turminha de estudante meus coleguinhas de escola eram que quando eu entrava pela porta fila da ditatura militar comercial ELES ME DAVAM UMA BOLADA sem v falar mais

    ResponderExcluir
  5. Anônimo10:14 PM

    Fui internada em um hospital perto de onde moro aqui no Distrito Federal, me deram uma injecao de imediato, que nao sei o nome, me amarraram na cama, eu nao estava exaltada, tenho 21 anos e aceitei ser internada, pois, estava com crise depressiva, eles me amarraram na cama, eu me desamarrei e eles me deram outra injecao que desconheco.Fiquei 3 dias internada tomando varios remedios que ate agora nao sei o nome, meu braco doi ate agora e ja fazem 20 dias que sai do hospital. Quando estava internada passei muito mal, estava dopada, achei que ia morrer la dentro, fiquei bem pior, eles nao tratam o problema, eles simplesmente dopam o paciente. boa sorte a todos.

    ResponderExcluir

Eu sempre publicarei todo tipo de opinião e ponto de vista. que NÃO INFRINJAM AS LEIS DO MUNDO, nem as leis da Internet.

Não são toleradas ofensas a nenhuma das pessoas que comentam.

Links para blogs e sites que falem de saúde mental são bem vindos, desde que não sejam sites criados para vender psicotrópicos.

As informações dispostas aqui são CONFIRMADAS através de várias fontes. A qualidade obtida aqui não se consegue da noite para o dia, mas sim de uma experiência de VÁRIOS ANOS.

Portanto, se houver algo a ser corrigido aqui, publique nos comentários, mas COM PROVAS, como eu faço.

Algumas pessoas, ao tomar medicações psiquiátricas ou drogas ilícitas, não sofrem efeitos adversos significativos (como vemos algumas pessoas que fumam a vida toda e morrem de velhice.) Portanto verei como normal algumas pessoas dizerem que nunca sentiram nenhum efeito colateral ao tomar determinado psicotrópico.

Mas qualquer indivíduo que escrever algo contra as informações técnicas mostradas aqui deve PROVAR IMEDIATAMENTE na mesma mensagem, do contrário terei que deletar.

Se quiser me contatar pode ser através de um comentário.

This web site is mostly about human rights, health, music and curious videos from Youtube. If you have any of these your contribution is most welcome.

Links to web sites that sell MEDICATION ARE UNWELCOME.

But if your site is interesting and useful just submit the address, WITHOUT ANY EXTRA ELECTRONIC LANGUAGE, such as HTML or the like. Example, http://pacientepsiquiatrico.com is OK, is accepted. But [url="http://pacientepsiquiatrico.com"] would be considered spam, because of the extra electronic language [url. I'll check it out and link to it if I approve it. Thank you