17.4.09

PESSOAS INTERDITADAS COM DOENÇA MENTAL

Houve a introdução da medicação psiquiátrica(psicofármacos), e com essa introdução da medicação psiquiátrica houve um esvaziamento dos hospícios. Mas não houve um grande interesse em recuperar as pessoas pacientes psiquiátricos. E a incidência de doença mental aumentou. Com isso as pessoas saem dos hospícios, mas sem um bom projeto de reinserção social acabam sendo interditadas, ou seja, são aposentadas. Com a interdição, a pessoa sequer tem controle do próprio dinheiro - já que quem recebe é um familiar.

Isso é mais explicado no texto abaixo que fala do crescente número de deficientes mentais nos Estados Unidos. (Pessoas que estão se aposentando.) Isso é parte do artigo de Robert Whitaker, ANATOMY OF AN EPIDEMIC.


Até a década de 1950, o número de doentes mentais internados deficientes era regular. Hoje, os deficientes mentais (interditados mentais) recebem normalmente um benefício, seja do Benefício do Seguro Social ao Deficiente (SSDI, Social Security Disability Insurance) ou do programa Renda de Garantia Suplementar (SSI,Supplemental Security Income), e muitos vivem em abrigos residenciais (como as residências terapêuticas) ou outros meios de habitação financiados pelo governo. Assim, o paciente que estava internado há 50 anos hoje recebe benefícios do seguro social, do SSDI ou SSI, e é essa linha de evidências que revela que o número de deficientes mentais aumentou quase seis vezes desde que Thorazine (clorpromazina) foi introduzido.

Para ler mais sobre o texto acima veja a tradução de parte de ANATOMY OF AN EPIDEMIC em ANATOMIA DE UMA EPIDEMIA: AUMENTA O NÚMERO DE DEFICIENTES MENTAIS DEPOIS DA INTRODUÇÃO DOS PSICOFÁRMACOS.

MEDICAÇÃO PSIQUIÁTRICA: EFEITOS ESTRANHOS E DEPENDÊNCIA QUÍMICA

Com grande pavor eu observo as pessoas seriamente prejudicadas no CAPS. Seria por causa da doença mental? Não. Isso porque medicação psiquiátrica causa sérios prejuizos à pessoa humana, como indicado no livro de Breggin & Cohen, Your Drug May Be Your Problem: "... sofrimento emocional não pode ser amenizado sem prejudicar outras funções, como a concentração, atenção, sensibilidade e auto-consciência" (p. 36).

Eu olho para as mulheres e me entristeço: moças que foram tão bonitas estão totalmente gordas. E elas sabem que estão gordas assim por causa da medicação. Elas admitem isso.

Uma das mulheres, paciente psiquiátrica disse, furiosa:
__Não vou mais tomar remédio!
Eu até entendo a raiva dela mais infelizmente tenho que dissuadí-la da idéia. Tive que explicar:
__Não faça isso! Se você parar de tomar "remédio" vai fazer mal!
Tive de dizer isso, pois sei que é perigoso parar de tomar medicação psiquiátrica. Não que a pessoa vá entrar em crise. Não. É que "Todos os medicamentos psiquiátricos podem causar problemas durante a retirada", como diz o livro dos doutores Breggin e Cohen. Logo, a medicação psiquiátrica causa dependência química.

E é claro que a medicação psiquiátrica não faz todo o milagre que os profissionais de saúde dizem que faz. O livro diz que "muitos efeitos adversos são difíceis de distinguir dos problemas emocionais". Logo os psicofármacos (medicação psiquiátrica) causam doença mental também. Para ler todo esse texto vá para COMO E PORQUE PARAR DE TOMAR PSICOFÁRMACOS.

E lembre-se: se você nunca tomou psicofármaco e precisa de atendimento psiquiátrico, fuja dos psicofármacos. Procure psiquiatria ortomolecular, por exemplo. Não fique sem tratamento, mas por favor, fuja dos psicofármacos.

8 comentários:

  1. eu tenho uma dúvida sobre pessoas interditadas.
    Gostaria de saber se uma pessoa interditada pela mãe, com esquizofrenia, pode se casar sem perder o beneficio mensal.
    E se a suposta mãe, tutora da pessoa, pode passar para o nome de outra pessoa, no caso, o suposto marido ou esposa do paciente como novo tutor. Que se tornaria o responsável pela pessoa.
    Agradeço desde já.
    Se puderem responder para meu e-mail, ficaria imensamente grata.

    Att. Camila Barreto.
    milamell.s2@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. Anônimo2:19 PM

    Olá,
    Meu irmão é interditado há 5 anos, traços de esquizofrenia, porém seu problema mental começou por alcolismo. O problema é que o quadro clínico dele mudou, voltou a beber e a apresentar traços de completa lucidez. ameaçar meu pai de morte bebendo ou não para estorquir dinheiro além do que ele já recebe. Não podemos levar o caso a justiça uma vez que ele está interditado e a promotoria diz que só pode tomar uma atitude depois que ele matar alguém, e não conseguimos internar pois nunca há vagas, a medicação do CAPS não resolve, pois se tentamos fazê-lo tomar ele agride. Por favor nos oriente.

    ResponderExcluir
  3. Que situação complicada! A única coisa que eu posso sugerir é que você entre em contato com os líderes da Luta Antimanicomial. Vou buscar encaminhar seu comentário para essas pessoas da Luta e vê o que elas sugerem.

    Você deverá entrar na justiça para resolver esse caso. Por favor, mantenha contato, pois seu problema deve ser o de muitos e precisamos buscar uma solução.

    E por favor: me informe o estado onde vocês residem.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo10:23 PM

    Estou em fase de uma interdicao do meu irmao que foi diagnosticado incapacitado por um perito do inss para aposentadoria e eu serei o responsavel pelo mesmo. O que acontecera com suas contas bancarias ficaram em seu nome e eu apenas para representar e assinar por ele ou mudaram para meu nome? O Cartao de aposentadoria dele vira em seu nome ou no meu? Como fica a vida dele? Podera viajar sem eu estar junto, dentro do Brasil e fora

    ResponderExcluir
  5. Anônimo8:46 PM

    OLA meu irmão está para ser interditado para aposentadoria por quebrar a coluna,e sofre de esquizofrenia,mas olhando ele parece uma pessoa normal faz seu tratamento direitinho, é inteligente e dirige a 18 anos e é casado e só tem ele que dirige e nunca causou um acidente,se ele for interditado ele ainda poderá dirigir,pois ele já está muito triste por ser cadeirante e é coisa que ele mais gosta é de dirigir o que fazer para ele poder ainda continuar dirigindo,pois responde no meu email: marquinhos.paquito@hotmail.com

    ResponderExcluir
  6. Marcia1:56 AM

    Boa noite, minha mãe está internada em uma casa de saúde, ela tem esquizofrenia e está em um surto terrível, gostaria de saber se posso fazer a interdição dela, pois estamos no meio de uma partilha de bens, e não há ninguém que a represente, não sei por onde começar, se procuro promotoria publica,pois no momento não tenho condições de pagar um advogado para mais orientações, ela já é diagnosticada com essa doença há maias dez anos, desde já agradeço. Meu email é:annalaura20@hotmail.com

    ResponderExcluir
  7. Anônimo10:10 PM

    boa noite,tenho um filho que usa droga desde os 17 anos hoje ele esta com 38,morador de rua alcoolatra varias internaçoes em clinica com psicologos porem nunca terminou nenhum tratamento,tentei com que ele ficasse comigo,levei ao psiquiatra começou tomar remedios disse k esta com epatite c,nao deu nem tempo de fazer exames pois só ficou 3 semanas,foi visto depois de sair daqui uma semana depois irreconhecivelcom a mesma roupa bebado,gostaria de saber se neste caso haveria um tipo de tratamento regime fechado.pois ele esta a merçe e eu como mae incapacitada de fazer algo pois tudo ja foi feito agradeço meu imal =e condemartins@outlook.com

    ResponderExcluir
  8. Minha mãe é paciente ...minha tia irmã dela recebe o benefício ....mas ñ repassa totalmente com a beneficiada....gostaria de passar a cuidar desse benefício....pois sou a filha mais velha.....e minha tia alegou que a paciente ñ tinha filhos..preciso de ajuda

    ResponderExcluir

Eu sempre publicarei todo tipo de opinião e ponto de vista. que NÃO INFRINJAM AS LEIS DO MUNDO, nem as leis da Internet.

Não são toleradas ofensas a nenhuma das pessoas que comentam.

Links para blogs e sites que falem de saúde mental são bem vindos, desde que não sejam sites criados para vender psicotrópicos.

As informações dispostas aqui são CONFIRMADAS através de várias fontes. A qualidade obtida aqui não se consegue da noite para o dia, mas sim de uma experiência de VÁRIOS ANOS.

Portanto, se houver algo a ser corrigido aqui, publique nos comentários, mas COM PROVAS, como eu faço.

Algumas pessoas, ao tomar medicações psiquiátricas ou drogas ilícitas, não sofrem efeitos adversos significativos (como vemos algumas pessoas que fumam a vida toda e morrem de velhice.) Portanto verei como normal algumas pessoas dizerem que nunca sentiram nenhum efeito colateral ao tomar determinado psicotrópico.

Mas qualquer indivíduo que escrever algo contra as informações técnicas mostradas aqui deve PROVAR IMEDIATAMENTE na mesma mensagem, do contrário terei que deletar.

Se quiser me contatar pode ser através de um comentário.

This web site is mostly about human rights, health, music and curious videos from Youtube. If you have any of these your contribution is most welcome.

Links to web sites that sell MEDICATION ARE UNWELCOME.

But if your site is interesting and useful just submit the address, WITHOUT ANY EXTRA ELECTRONIC LANGUAGE, such as HTML or the like. Example, http://pacientepsiquiatrico.com is OK, is accepted. But [url="http://pacientepsiquiatrico.com"] would be considered spam, because of the extra electronic language [url. I'll check it out and link to it if I approve it. Thank you