29.3.13

Abuso sexual intrafamiliar - O incesto entre irmãos

Pessoas que cometem abusos sexuais geralmente são pessoas encantadoras, simpáticas e aparentemente trabalhadoras. E mesmo quando essas pessoas não são trabalhadoras, elas conseguem criar uma boa imagem para si, pois são boas para manipular.

Abuso sexual intrafamiliar é o abuso que acontece dentro da família, quando um pai ou uma mãe abusa de um filho ou de uma filha, ou quando um irmão abusa de uma irmã, ou vice-versa, ou quando um irmão abusa de outro irmão. O último caso é o que causa mais vergonha, portanto menos denunciado.

Mas é necessário levar em consideração que essas pessoas também podem ter sido vítimas de abusos, ou talvez tenham outros bloqueios de ordem cultural ou religiosa. A meu ver, essas pessoas que cometem abusos sexuais têm bloqueios, dificuldades de se relacionar com a própria sexualidade.

Abusadores ganham a confiança de suas vítimas. Não tinha como imaginar que meus irmãos mais velhos chegariam a esse ponto. Meus irmãos mais velhos me levavam para nadar em riachos, pegar jamelão, pegar jaca, o mais velho fazia patinetes em que brincávamos, etc. E esses irmãos trabalhavam vendendo coisas no trem e eram evangélicos. Não dava para imaginar que esses irmãos fariam algo tão mau. Aparentemente, acima de qualquer suspeita. Depois de adulto, meu irmão mais velho foi preso em flagrante cometendo estupro. (Como relatado em Revolta na prisão.)

Aviso:
a descrição que eu vou fazer será pesada. É necessário deixar claro como a coisa acontece. É a única forma de combater essa praga em nossa sociedade.

Eu tinha nove anos, e não sabia nada de sexo e reprodução. Aí meus irmãos vieram me dizer como era a coisa e como era "normal", que assim que as crianças nasciam. Fiquei um bom tempo achando que crianças saíam pelo ânus. O irmão mais velho tinha quatorze e anos e o outro irmão tinha onze. De minha experiência, posso dizer que uma criança de nove anos NÃO TEM NENHUMA EXCITAÇÃO SEXUAL. Daí que eu não eu conseguia achar graça, não conseguia ereção, para ficar claro. Aquilo não era divertido, eu só ia porque o meu irmão de onze anos incentivava. A partir do momento em que o irmão de onze anos parou de participar eu também parei. Mas aí começou outro ciclo.

CONTINUA em Abuso sexual - Como acontece o aliciamento.
-

11 comentários:

  1. Gostaria de uma orientação, mas nao quero que meu nome seja divulgado, é possível? Trata-se do seguinte, meu filho de 12 anos que ja esta maduro sexualmente, tirou fotos da irmã dele de 17, enquanto ela dormia, baixou as calças dela e a fotografou nua, eu estou atonita, nao sei que atitude tomar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, samambaia. Seu anonimato será respeitado.

      O que seu filho de 12 anos fez é horrível, mas eu creio que ele queria fazer algum trote na irmã, um trote muito malvado, mas creio que ele não pretendia nada sexualmente com a irmã.

      Geralmente abuso sexual entre irmãos parte de um irmão mais velho que tem influência sobre o menor. Mas, infelizmente, parece que seu filho de 12 anos queria fazer um outro tipo de maldade com a irmã. Infelizmente alguns irmãos tiram fotos das irmãs nuas para mostrar para os amigos, como uma forma de se vingar da irmã por alguma coisa. Não creio que ele pretendesse algo sexual com a irmã, pois se ele tivesse algum interesse sexual teria tocado nela sexualmente. Mas acho que você deve falar a sério com ele sobre isso, enfatizando que isso chega a ser um crime, apesar de ele não ter idade de ir para cadeia. E considere a possibilidade de consultar um psicólogo.

      Excluir
  2. Anônimo7:45 PM

    Olá. Estava pesquisando sobre incesto entre irmãos e vi o seu blog... Gostaria de te contar uma história, caso tenha interesse:
    Descobri que meu namorado era viciado em pornografia, sexo virtual e afins. Foi um inferno até meu namorado perceber que esse vício estava tomando conta da vida dele, prejudicando-o e colocando várias pessoas (eu inclusive) em risco, mas ele aceitou ser viciado e hoje está em tratamento psicoterapêutico progredindo. Nas nossas conversas sobre os ''problemas'' dele, ele me contou que quando tinha por volta dos 8 aos 10 anos, foi abusado pelo irmão mais velho. Na verdade ele insistiu em não usar esse termo, porque em uma conversa com o irmão sobre a compulsão por sexo (após ele revelar isso pra família), o irmão dele perguntou se ele achava que o que aconteceu entre eles estava relacionado à compulsão; meu namorado, sempre preocupado com o irmão, disse que não. Acho que toda vítima de abuso vai discordar e entender o que aconteceu aqui...
    Certo dia eu estava intrigada com uma provocação hipócrita que o irmão dele fez pra mim e respondi com um artigo das consequências do abuso infantil intrafamiliar, o que desencadeou em uma ira entre os irmãos e a revelação para a famíla do incesto de muitos anos. Também estou em processo terapêutico e também fui abusada na infância pelo meu padrasto, e minha psicóloga interpretou essa minha conduta de uma forma que eu concordei: ao denunciar o incesto entre os irmãos, eu estava fazendo o que eu gostaria que tivessem feito por mim, mostrando o que eu nunca pude mostrar a ninguém e no qual minha mãe, a única pessoa que poderia interveir, não interveio. Essa era a minha chance. Não posso deixar de mencionar que a família dele é a típica incestogênica, com todos os traços de dependência, os pais acham a compulsão por sexo algo normal e que eu plantei ideias na cabeça do meu namorado, que o incesto entre irmãos é normal... Apesar disso eu sinto um pouco mais de paz, um pouco menos de raiva... Vejo a mesma coisa no meu namorado. Só quem já foi abusado sabe quanto ódio nós carregamos, quanta angústia, quanto desamparo...
    Lendo estudos sobre o tema (faço Psicologia), lendo relatos como o seu, encontro paz nas vezes em que a inquietude toma conta de mim e volto a pesquisar esse tema. Por isso, muito obrigada!
    Comigo a terapia tem ajudado. Adorei psicodrama, me ajudou muito também.
    Parabéns pelo relato e obrigada também pelo espaço.
    Não sei mais o que dizer senão que entendo todo o seu sofrimento.

    ResponderExcluir
  3. Na verdade como faço uma pergunta?

    ResponderExcluir
  4. Anônimo2:51 PM

    Eu e meu irmão fazíamos sexo em boa parte da infância e adolescência, conseguimos parar somente agora q já sou adulto, somos dois homens mais fiquei traumatizado, tenho medo de ter forçado ele pois ele é 2 anos mais novo que eu, comecei com 13 e ele 11 fui para quando tinha 18, e contei para minha família que brigou e ficou chateada. Penso em me matar logo

    ResponderExcluir
  5. Anônimo12:54 AM

    A alguns anos atrás passei um tempo na casa do meu pai(eles nao sao separados, só moram longe) e durante uma noite senti ele passar a mão nas minhas partes íntimas. Acordei assustada corri para o banheiro, e achava que era um sonho pois eu nao podia acreditar no que estava acontecendo. Desde então guardo esse segredo. Mas um tempo dps contei pra minha irmã mais velha e ela contou que o mesmo acontecia com ela, na adolecencia. Entao eu sei que nao passou de um sonho. Tenho uma irmã mais nova que mora na com meus pais ei nap moro mais na msm casa, e queria dizer a ela pra tomar cuidado, mas eu nao sei como dizer. Ela tem 14 anos e ainda é inocente. Ja tive conversas com ela para que ela nunca deixasse ngm encostar nas partes intimas. Mas sinto que preciso reforsar esse assunto. ME AJUDEM! COMO DEVO CONVERSAR COM ELA?

    ResponderExcluir
  6. Anônimo1:57 AM

    Também fui abusada na minha infância pelo meu irmão 4 anos mais velho. Abusou de mim dos 7 aos 11 anos, parou quando minha menstruação chegou. Desculpem mas ele fazia tudo comigo, até anal, quanta dor. Eu sempre fingi que não lembro, eu o perdoei, converso com ele, tenho 29 anos e ele é até padrinho do meu filho. Mas ultimamente esta história está mexendo tanto comigo, não sei se é por agora entender que foi abuso. Nunca contei para ninguém e tenho medo de contar e matar meus pais de desgosto. Já que se passaram tantos anos, deixo quieto e desabafo aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi meu nome é wandeslane santos... Fui abusada pelo meu irmão também mais velho que eu ...
      Tinha somente 5 anos de idade e sofre a mesma coisa que vc até pior ...mais contei a meu marido que hj mi apoia em tudo ..sentir um alívio muito grande de ter falado e descobrir que nós não temos culpa de nada quem tem culpa são os que abuzarao de nós... E se vc se sente inconsolável Léia salmo37:28;46:1; 118:5_9; provérbios 17:17 e filipenses 4:6,7. Foi assim que descobrir que não tenho culpa ....espero que tenha ajudado

      Excluir
  7. Anônimo10:29 AM

    Bom dia, preciso de ajuda, acabei de receber uma ligação da minha mãe... Bom, eu sou a mais velha de 4 irmãos, so mos 3 meninas e 1 garoto, a caçula de 10 anos e o menino moram com a minha mãe... ela me falou que ontem ela estava assistindo um vídeo com a minha irmã que falava sobre confiança ... em como aplica-lá com os filhos, minha irmãzinha ficou muito abalada com o vídeo e foi ao banheiro e demorou bastante, quando ela saiu estava com os olhos vermelhos e disse que estava gripada... minha mãe logo percebeu que ela estava escondendo algo e perguntou... ela negou que houvesse algo errado, enfim minha insistiu e ela cedeu... falou que desde os 7 anos o meu irmão "mexia" com ela, não sei se ele chegou a abusa-lá, mas ele molestava .... Estou em choque até agora... Amo muito meus irmãos e saber de uma coisas dessas me deixou muito abalada... Não sei se Elê já sofreu algum abuso quando menor... disse pra minha mãe conversar com ele... e procurar ajuda... o mais rápido possível!!! Moro em outra cidade... e estou realmente abalada!!!

    ResponderExcluir
  8. Anônimo7:04 PM

    Hoje descobri que minha filha de 12anos fazia sexo com meu filho de 5 anos tô sem chão quero que ela suma da minha frente não quero nem olhar na cara dela não tenho atitude

    ResponderExcluir
  9. Anônimo10:36 PM

    Boa noite!

    ResponderExcluir

Eu sempre publicarei todo tipo de opinião e ponto de vista. que NÃO INFRINJAM AS LEIS DO MUNDO, nem as leis da Internet.

Não são toleradas ofensas a nenhuma das pessoas que comentam.

Links para blogs e sites que falem de saúde mental são bem vindos, desde que não sejam sites criados para vender psicotrópicos.

As informações dispostas aqui são CONFIRMADAS através de várias fontes. A qualidade obtida aqui não se consegue da noite para o dia, mas sim de uma experiência de VÁRIOS ANOS.

Portanto, se houver algo a ser corrigido aqui, publique nos comentários, mas COM PROVAS, como eu faço.

Algumas pessoas, ao tomar medicações psiquiátricas ou drogas ilícitas, não sofrem efeitos adversos significativos (como vemos algumas pessoas que fumam a vida toda e morrem de velhice.) Portanto verei como normal algumas pessoas dizerem que nunca sentiram nenhum efeito colateral ao tomar determinado psicotrópico.

Mas qualquer indivíduo que escrever algo contra as informações técnicas mostradas aqui deve PROVAR IMEDIATAMENTE na mesma mensagem, do contrário terei que deletar.

Se quiser me contatar pode ser através de um comentário.

This web site is mostly about human rights, health, music and curious videos from Youtube. If you have any of these your contribution is most welcome.

Links to web sites that sell MEDICATION ARE UNWELCOME.

But if your site is interesting and useful just submit the address, WITHOUT ANY EXTRA ELECTRONIC LANGUAGE, such as HTML or the like. Example, http://pacientepsiquiatrico.com is OK, is accepted. But [url="http://pacientepsiquiatrico.com"] would be considered spam, because of the extra electronic language [url. I'll check it out and link to it if I approve it. Thank you