26.7.10

Reinserção Social do Paciente Psiquiátrico Em Seu Meio

A Lei 10216, em sua grande sabedoria, coloca que "o tratamento visará, como finalidade permanente, a reinserção social do paciente em seu meio".

Isso tem sido muito esquecido pelos técnicos em saúde mental da atualidade, infelizmente.

A Lei ainda, diz, com bastante sabedoria, que a pessoa acometida com transtorno mental deve "ser tratada com humanidade e respeito no interesse exclusivo de beneficiar sua saúde, visando alcançar sua recuperação pela inserção na família, no trabalho e na comunidade".

Daí que me perguntaram no chamado GRUPO DE REFERÊNCIA do CAPS Rubens Corrêa se eu achava que ainda precisava do "tratamento". Pena que acabou que não me deixaram responder.

Pois se me perguntarem se eu acho que eu preciso da medicação que dão para a gente nas instituições de saúde mental eu não tenho dúvida em dizer que NÃO PRECISO DA MEDICAÇÃO, COM CERTEZA.

Pois com os efeitos colaterais que experimentei e que descrevi aqui não há dúvida que essa medicação só me coloca em risco de recaídas bem piores, em vez de melhorar.

E depois de resistir aos riscos dos efeitos colaterais até hoje, não tenho tanto medo de surto.

Deixe-me resumir aqui e agora os

EFEITOS DOS PSICOTRÓPICOS, EFEITOS DA MEDICAÇÃO PSIQUIÁTRICA

Efeitos do carbonato de lítio - diarreia nos locais mais impróprios, perda do sono, irritação, hipersexualidade, tremores, alucinações...

Efeitos da risperidona - prisão de ventre, muita vontade de ficar deitado, uma sonolência, impotência sexual, desânimo semelhante à depressão descrita pelas pessoas... risperidona causa mais apatia que haloperidol.

Efeitos do haloperidol - muita vontade de ficar deitado, mas sem sonolência durante o dia, uma sensação como se tivessem tirado nossa áurea, como se tivessem tirado nosso sangue, uma falta de prazer nas coisas que mais gostamos, impotência sexual. Apesar desses efeitos, haloperidol em baixa dosagem permite uma vida suportável.

Mesmo assim tanto o haloperidol quanto a risperidona são bem positivos e úteis para causar sono em tempos de insônia.

O interessante é que eu continuava com MUITA vontade de viver com os efeitos depressivos do haloperidol e da risperidona, pois dava para sentir que era uma DEPRESSÃO ARTIFICIAL causada pela medicação.

Infelizmente NUNCA vi nenhum efeito positivo do lítio. NUNCA precisei de medicação para ficar ANIMADO, e praticamente ESSA é a função do lítio. O lítio só causa dependência psicológica. Pois quando a psiquiatra suspendeu o lítio eu fiquei com saudades da hipersexualidade. (Mas logo re-aprendi a viver com sexualidade normal.)

Enfim, ninguém precisa de nenhum dos efeitos mencionados acima para viver bem. (Claro que, como já disse, o haloperidol e a risperidona podem ser essenciais para trazer sono quando necessário. Mas uma vez que o sono está NORMALIZADO devem ser suspensos, sem dúvida.)

O impressionante é que querem comparar doenças crônicas como diabetes e AIDS (SIDA) com o chamado transtorno mental.

Vamos falar sério. Se você ficar sem tomar a medicação da diabetes seu pé pode cair, e isso acontece LOGO. Se você fica sem tomar medicação para AIDS você pode pegar uma pneumonia e morrer LOGO.

Porém, vemos pessoas que param de tomar medicação psiquiátrica e passam a dormir melhor e param de ter vontade de cometer suicídio, param de ter alucinações...

Aí dizem que um surto às vezes demora para voltar, às vezes demora dez anos. MAS SEMPRE VOLTA!!! Eles intimidam...

Aí, como você não sabe se o surto vem agora ou daqui a dez anos você deve tomar a medicação para garantir...

Ou seja, na AIDS e na diabetes parar de tomar medicação pode causar sérios danos em questão de dias ou semanas... na doença mental pode ser em questão de anos!!

Vamos falar sério: se meu grande risco é ter um surto daqui a dez anos por não tomar a medicação hoje eu não me preocupo. Nem sei se vou estar vivo daqui a dez anos.

Como falei neste blog, um dos efeitos colaterais de vários psicotrópicos é vontade de cometer suicídio. Vamos falar sério, resumindo, manter uma pessoa tomando uma droga que pode fazê-lo tentar suicídio NÃO BENEFICIA A SUA SAÚDE, como pede a Lei.

NÃO DÁ PARA COMPARAR DOENÇAS CRÔNICAS COMO AIDS E DIABETES COM DOENÇA MENTAL. Se você deixa de tomar medicação para diabetes é claramente comprovado que você terá um problema SÉRIO LOGO.

E medicação psiquiátrica tradicional são NARCÓTICOS. é muito diferente das medicações comuns.

Porém sabemos de várias pessoas que pararam de tomar psicotrópicos e tiveram sua saúde mental melhorada, passando a dormir melhor, etc.

Bem, o lítio me tira o sono e dá irritação. que benefício para a saúde a falta de sono traz? Em que eu me beneficio ficando irritado?

Na verdade essa maldita irritação causada por essas drogas me afastou de pessoas que eu gostava, me fez perder relacionamentos com mulheres, ou seja, só me afastou mais ainda da comunidade, SÓ ME EXCLUIU MAIS AINDA.

Eu contei neste blog que em vários momentos eu deixei de tomar a medicação para conseguir dormir, pois A MEDICAÇÃO TIRAVA O SONO, E EU SABIA QUE PODERIA SURTAR SE NÃO DORMISSE.

Vão me desculpar, mas essa medicação não é garantia de benefício para a saúde.

Essa medicação deve ser mantida para quem ESTÁ SENDO BENEFICIADO POR ESSA MEDICAÇÃO. (SE houver alguém que se beneficie com esses psicotrópicos a LONGO PRAZO, o que eu duvido muito!)

Na verdade tenho me sentido um hipócrita pegando medicação mesmo sabendo que não há nenhum benefício para mim, muito pelo contrário.

Mas parece que eu deixei claro aqui que para lutar pelos direitos humanos e pelos direitos de todos nós usuários, eu passaria a vida tomando esses psicotrópicos, mesmo sabendo que estou me matando tomando-os...

Na verdade não vejo nenhuma necessidade de EU tomar medicação psiquiátrica, mas vejo necessidade em manter o vínculo com pacientes psiquiátricos e ex-pacientes psiquiátricos. Pois se não temos uns aos outros ficamos isolados. quem mais poderia nos entender?

Eu considero que o meio daquele que passou as experiências de paciente psiquiátrico é entre pessoas que tiveram a mesma experiência.

E também é meu DEVER lutar para que a Lei seja respeitada.

A Lei diz que eu tenho direito de ser reinserido na comunidade e o poder público não garantiu isso nem para mim nem para meus companheiros pacientes psiquiátricos e ex-pacientes psiquiátricos.

Por isso tenho direito de frequentar o CAPS E LUTAR para que esses direitos de inserção social sejam garantidos.

Infelizmente, falar com psiquiatras tem sido perda de tempo. Parece que alguns psiquiatras do SUS acham que é ERRADO SUSPENDER MEDICAÇÃO, MESMO QUANDO A MEDICAÇÃO SÓ CAUSA DANOS, TIRA O SONO E CAUSA ALUCINAÇÕES.

E a coisa piora com a rotatividade dos psiquiatras...

Mas aí dirão: como você pode ter certeza que é a risperidona que causa a depressão? Vamos falar sério. É bem fácil saber. Nem vou mencionar os livros que tratam sobre isso.

Ninguém sabe mais dos efeitos da medicação que a pessoa que toma. Por isso psiquiatras DEVERIAM ouvir seus pacientes para prescrever melhor.

Será que não está EVIDENTE? Eu EXPERIMENTEI.Uma coisa que os psiquiatras deveriam fazer.

Ao me sentir deprimido, por exemplo, parei de tomar a risperidona e a depressão passou aí eu voltei a tomar depois. E se eu continuasse tomando sem interromper certamente eu cometeria suicídio. Isso não deixa evidente que a depressão era causada pela risperidona? E eu NUNCA tinha sentido nenhuma depressão antes de tomar essas drogas.

Da mesma forma, quando fiquei sem sono interrompi o lítio e consegui dormir. Não é fácil de descobrir?

eu não queria falar tanto de mim, mas é necessário para esclarecer a luta e lutar pela garantia de direitos ignorados.

E o direito que trato aqui é O DIREITO DO PACIENTE PSIQUIÁTRICO DE BENEFICIAR SUA SAÚDE, como diz a Lei, apesar dos profissionais de saúde mental aparentemente ignorarem. Devo continuar com esse tema.

4 comentários:

  1. Anônimo4:35 PM

    Também tomo Risperidona, estou com impotência sexual. Não sei se é causada pela risperidona porque suspendi o remédio e ainda não voltei ao normal, e os sintomas que eu sinto de uma psicose voltaram. Algumas pessoas espíritas dizem que tenho mediunidade, os médicos que tenho psicose esquizofrênica. Náo sei o que dizer, mas o que me interessa é voltar a ser uma pessoa normal, ao menos acabar com a impotência sexual. Um abraço a todos que leram meu manifesto.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Eduardo11:57 PM

    Eu tive um surto psicótico, comecei tomando Geodon(ziprasidona) 80mg duas vezes ao dia, eu ficava letargico a tarde com acatisia e distonia, tinha um horário que começava e ficar mau, sem capacidade de raciocínio e foco, não conseguia nem comer direito, mastigar era difícil, passou um tempo tive que diminuir a dose pra 40mg pois não conseguia dormir e os efeitos colaterais eram muito fortes, tava tomando também biperideno e propanolol pra combater os efeitos colaterais, passou um mês e foi piorando mesmo com a dose baixa, comecei a ficar impotente sexual, tive até uma crise de panico, pensei que ia morrer numa noite, foi quando o médico mudou a medicação para Risperidona 3mg, o panico passou e fui me adaptando, os efeitos colaterais foram diminuindo mas fiquei com depressão forte e mais impotente sexual, sem desejo sexual e com uma preguiça e apatia fortes. Comecei a tomar atidepressivo excitalopram 10mg, melhorei da depressão hoje to tentando voltar a ser o que era, mas sem a psicose, porém to com esta impotência sexual que não sara, o médico agora me receitou Viagra 1 hora antes da relação... mas não quero depender disso pelos 2 anos que terei que tomar a Risperidona, o meu medo é a impotência sexual ficar como sequela pra sempre, o que você sabe sobre isso? Será que parando de tomar o anti psicótico a potencia sexual se normaliza?

    ResponderExcluir
  4. Anônimo7:20 PM

    Eduardo, entendo bem pouco sobre isso tudo, pois à apenas um ano e meio que meu irmão desenvolveu esse transtorno psicótico, tenho lido, pesquisado, vejo muitos relatos, enfim... Mas, a respeito da impotência acho que esses remédios deixarão sequelas, é que houve uma época na vida do meu marido em que ele teve depressão e percebeu que o remédio estava lhe causando esse efeito da impotência. Então, ele informou ao médico, mas, este falava que era normal, e pela cabeça dele mesmo parou a medicação, isso já faz mais de 20 anos e ainda hoje meu marido percebe uma oscilação na libido. Há período em que ele está muito bem, mas há outros em que ele precisa da ajuda de pílulas. Por isso, eu acho que ficará sim o reflexo desses efeitos colaterais.
    Um abraço! Desejo que você e todos os outros pacientes psiquiátricos consigam encontrar a cura e retirar de uma vez por todas essas drogas de suas vidas.
    Karla.

    ResponderExcluir

Eu sempre publicarei todo tipo de opinião e ponto de vista. que NÃO INFRINJAM AS LEIS DO MUNDO, nem as leis da Internet.

Eu acredito em LIBERDADE DE EXPRESSÃO, por isso eu até publico ofensas a minha pessoa, mas não tolero ofensas a nenhuma das pessoas que comentam.

Links para blogs e sites que falem de saúde mental são bem vindos, desde que não sejam sites criados para vender psicotrópicos.

Somente peço que, ao afirmar alguma coisa aqui, deixe fontes, seja através de links ou livros. Isso valoriza o que você diz.

Se quiser me contatar pode ser através de um comentário.

This web site is mostly about human rights, health, music and curious videos from Youtube. If you have any of these your contribution is most welcome.

Links to web sites that sell MEDICATION ARE UNWELCOME.

But if your site is interesting and useful just submit the address, WITHOUT ANY EXTRA ELECTRONIC LANGUAGE, such as HTML or the like. Example, http://pacientepsiquiatrico.com is OK, is accepted. But [url="http://pacientepsiquiatrico.com"] would be considered spam, because of the extra electronic language [url. I'll check it out and link to it if I approve it. Thank you